Voltar

Por Júlia Clozato

Deixar para resolver as dúvidas de viagem de última hora é uma situação comum com muitas pessoas. Se você está de viagem marcada para a Argentina e ainda não sabe qual moeda levar, não se preocupe!

Viajar para o exterior não precisa ser tão complicado, ainda mais quando se trata da Argentina – onde o brasileiro possui fácil acesso, além de não precisar apresentar o visto para entrar no país.

Porém, assim como toda viagem, é preciso planejá-la com antecedência: estadia, transporte, alimentação, e claro, qual moeda se levar.

Como sabemos, a moeda nacional do país de destino é o Peso Argentino. No entanto, também é possível utilizar Reais e Dólares para pagamentos diretos na Argentina, com algumas restrições.

Uma dica importante é para o viajante ficar atento na cotação das moedas. Atualmente, 1 real equivale a 4,69 Pesos Argentinos, enquanto 1 dólar vale em torno de 15,03 Pesos Argentinos – por isso é bom ficar atento e utilizar o Conversor de Moedas do Banco Central.

Caso deseje levar Real ou Dólar na sua viagem para a Argentina, pode usá-las para pagar contas diretamente. Se a ideia é levar as duas moedas, peça para que se calcule a conversão antes da compra para verificar qual é mais vantajosa (clique para ver a cotação do dólar hoje).

pesosargentinos

Já se pretende trocar por Pesos Argentinos, sugerimos que isso seja feito já no aeroporto. Isso porque você chega no país dispondo das moedas locais para se locomover – seja de táxi ou transporte coletivo.

Algumas pessoas preferem trocar a moeda no Brasil. Porém, apesar de deixar tudo mais organizado antes da viagem, a taxa de câmbio não vale a pena devido à desvalorização da moeda argentina.

Cerca de 500 Pesos são ideais para ir até o hotel ou o ponto turístico que deseja visitar primeiro. Ainda que a taxa de câmbio não seja tão boa no aeroporto, os processos são mais seguros. Mas você também pode fazer a troca em Bancos ou Agências de Viagens no local.

Ainda com relação à conversão de moedas, procure evitar os câmbios paralelos. Apesar de as taxas serem mais vantajosas para o seu bolso, lembre-se de que a prática é ilegal.

Outra dica importante é levar o dinheiro em espécie. Muitos lugares não aceitam o cartão pré-pago, ou se aceitam, cobram taxas extras e cotações do dia. Além disso, fique atento na cotação do dólar e planeje bem para escolher a melhor moeda para conhecer a Argentina.

Texto por Tarik Lemes – Melhor Embarque

Imagem: Pixabay