Voltar

Por Alexandre Monteiro

San Carlos de Bariloche, ou simplesmente Bariloche, fica na Argentina, ao norte da Patagônia e nos lagos andinos. Com mais de 130 mil habitantes, a cidade faz sucesso há um bom tempo entre os brasileiros. Muitos deles vão até lá para fazer suas primeiras viagens ao exterior ou para conhecer a neve (as estações de esqui bombam entre junho e outubro!). Chegando lá, encontram muito mais do que isso: lagos envoltos por um grande vale, uma gastronomia incrível e todo o charme da colonização austríaca e alemã fazem parte dos diferenciais de Bariloche. E o melhor desta cidade é justamente o fato de ter grandes atrativos em todas as estações e para todas as faixas etárias! Quer saber tudo o que fazer em Bariloche? Então confira o artigo que o Melhor Câmbio preparou com as melhores dicas.

Se você tem a intenção de passar as férias em uma região charmosa, com paisagens de filme e muitas atrações, tudo isso com um ótimo custo benefício, Bariloche é a escolha perfeita para você. A moeda argentina, o peso, é muito atraente para os brasileiros. Além disso, são apenas 7 horas de voo partindo de São Paulo. Quem imaginou que poderia encontrar um destino assim tão pertinho?


Parque Nahuel Huapi

Esse é considerado um dos pontos turísticos mais importantes em Bariloche. Por oferecer espaço para a prática de muitos esportes, o Parque Nacional Nahuel Huapi costuma receber visita dos turistas o ano inteiro. Esse passeio é perfeito para os apaixonados por natureza: são muitas opções de trilhas, cavalgadas, rapel e raftings que dá pra fazer por lá! Além disso, durante o verão também é possível praticar esportes náuticos, como a pesca e a canoagem. Pesquise uma agência de turismo local que organize grupos para essas atividades!

o que fazer em bariloche

Cerro Catedral

Este é o local que abriga o maior complexo de esportes de neve da América do Sul inteira. São 34 pistas, seis delas focadas nos iniciantes que querem aprender a esquiar (dá para fazer umas aulinhas por lá mesmo), em um total de 120 km de pistas, distribuídas em 600 hectares! Além do esqui, também é possível praticar atividades como snowboard, quadriciclo, esquibunda, tobogã, mountain bike, trilhas de trekking… A lista é extensa! Até mesmo se você não for muito interessado em nenhuma atividade esportiva, o complexo é legal de se visitar. A vista do lago Nahuel Huapi e das montanhas é de deixar o queixo caído! Aproveite a paisagem em qualquer estação do ano enquanto curte a estrutura do parque, com lojas e restaurantes.

o que fazer em bariloche

Cerro Tronador

Dentro do parque Nahuel Huapi, você encontra o Cerro Tronador: o ponto mais alto da região. Ele tem três picos: um em território argentino, outro em território chileno e outro bem na fronteira entre os países. O cume do Cerro Tronador está sempre coberto de neve e no inverno a quantidade chega a ser perigosa e pode causar deslizamentos. Por isso, o local geralmente está fechado durante a estação mais fria do ano. Para visitar o cerro, o melhor período é entre a primavera e o verão, quando é possível fazer uma trilha para a cachoeira Los Alerces.

o que fazer em bariloche

Villa La Angostura

A Villa La Angostura fica a uma hora de viagem da cidade de Bariloche. Situada na beira da Cordilheira dos Andes, oferece uma infraestrutura ótima, várias atividades turísticas e uma beleza natural única. A grande maioria dos turistas que chegam lá vão esquiar na pista de Cerro Bayo, além de praticar trekking, mountain bike ou cavalgada.

o que fazer em bariloche

Circuito Chico

Esse passeio é programa obrigatório para quem vai conhecer Bariloche! Uma das atividades mais populares entre os turistas na cidade durante o ano todo, o Circuito Chico é como um “city tour” por algumas das paisagens naturais que Bariloche oferece. Ou seja, é encanto na certa! São em torno de 70 km percorridos durante todo o trajeto de 4 horas, que passa pelo lago Nahuel Huapi, a base do Cerro Campanário, a Capela San Eduardo, a praia Bonita, entre várias outras atrações incríveis. Você pode contratar o passeio em alguma agência local ou até fazer por conta própria, dependendo da sua disposição para dirigir ou pedalar!

o que fazer em bariloche

El Bolson

Para quem tem tempo de sobra para conhecer a região, nossa dica é El Bolson. Situada a 130 km de Bariloche, a cidade oferece uma paisagem extraordinária, típica do ecossistema da Patagônia. Os turistas que visitam El Bolson estão geralmente à procura de artigos produzidos por lá, como queijos, cerveja artesanal, peças de artesanato, doces, entre outros. Além, é claro, de uma visita ao Lago Purllo!

Cerro Otto

Outra parada obrigatória para todos os turistas! Ver a cidade inteira do alto é uma atividade que não pode ficar de fora do seu roteiro. Para acessar o topo da montanha, você precisa pegar um teleférico fechado, que tem capacidade para até 4 pessoas. Ali você já começa a ver muita coisa da paisagem – e isso é só o começo! Chegando lá em cima, você vai encontrar diversas atividades disponíveis para pessoas de todas as idades. A Confeitaria Giratória é a principal: um restaurante que vai girando lentamente até dar uma volta completa a cada vinte minutos. Imagine tomar um café enquanto admira a paisagem do alto, a cada minuto de uma perspectiva diferente! Além da confeitaria, você também pode fazer caminhadas guiadas, esquibunda e visitar o espaço interno do Cerro, que oferece galeria de arte, lojas com souvenirs e boate. Imperdível!

o que fazer em bariloche

Bosque de Arrayanes e Isla Victoria

Fugindo um pouco de todo o cenário de neve e montanhas, este é um passeio de barco que dura o dia inteiro. Seguindo pelo lago Nahuel Huapi, você faz a primeira parada no Bosque de Arrayanes: um lugar lindo que, segundo o que dizem por lá, foi a inspiração para a criação do cenário de Bambi, filme da Disney. Logo em seguida, é hora de conhecer a Isla Victoria. Nesta ilha, você pode ver pinturas feitas durante o período pré-histórico e fazer algumas trilhas. Se você for fã de caminhadas e trilhas, peça na agência de turismo para fazer uma tour de um dia inteiro!

o que fazer em bariloche

Centro Cívico

Para encerrar nossa série de dicas sobre Bariloche, o primeiro centro cívico de toda a Argentina. Fundada em 1940, a praça central é o coração da cidade e pode ser conhecida inteiramente a pé. A arquitetura lembra a região dos Alpes Suíços, em prédios como o da prefeitura, dos Correios, o Museu da Patagônia, entre outros. Faça uma visita ao museu, à Catedral Nuestra Señora del Nahuel Huapi e ao Museu Paleontológico. Ao fim do passeio, não se esqueça de conhecer as lojas de chocolate e a feira de artesanato.

o que fazer em bariloche

Para comprar o peso argentino sem ter nenhuma surpresa ao chegar no país, nossa recomendação é que você garanta tudo antes mesmo. Para conseguir o melhor valor, acesse o Melhor Câmbio e faça seu lance diretamente com as casas de câmbio!


 

Imagens:

Visualhunt