Voltar

Por Júlia Clozato

Viajar durante as festas de fim de ano já vem com uma carga de desafios significativa, agora imagine adicionar crianças à mistura! Uma nova pesquisa sugere que quando os pequenos estão envolvidos, as viagens podem trazer sérios riscos de segurança a eles, por isso, é preciso tomar alguns cuidados.

Isso porque os pais às vezes pulam coisas como ter cadeirinhas adequadas para o banco de trás do carro ou manter medicamentos ou objetos perigosos fora do alcance de seus filhos. A conclusão é de um estudo de um hospital pediátrico ligado à Universidade de Michigan, nos Estados Unidos.

Segundo a co-diretora da pesquisa, Sarah Clark, a atmosfera de relaxamento das férias pode levar ao esquecimento de coisas simples, como deixar remédios em cima da mesa do hotel ou não proteger a casa do parente em que seu filho vai se hospedar, no caso de você viajar sozinho ou apenas com seu/sua companheiro(a).

mother-and-father-holding-their-kids

Todos os anos, milhões de famílias com crianças viajam durante Natal e Ano Novo, deixando para trás as rotinas diárias e um ambiente protegido que já é conhecido da criança, portanto, mais seguro. E um dado do estudo chama a atenção: 15% dos pais não usam a cadeirinha toda vez que usa o carro, a maioria das vezes em casos como corridas de táxi ou Uber. A pesquisa ouviu adultos com pelo menos uma criança com idade entre 2 e 5 anos.

“A maioria dos pais reconhece o fato de que as cadeirinhas melhoram a segurança de suas filhas”, diz David Schwebel, diretor de um departamento sobre segurança de jovens e adolescentes da Universidade do Alabama. “Mas quando eles pesam prós e contras da viagem, suspeito que a trabalheira de leva a cadeirinha e instalá-la toda vez que pega táxi ou carona seja a explicação para que eles falhem neste aspecto da segurança”, afirma ele, que não esteve envolvido na pesquisa.

Cerca de 1/4 dos pais também não lembra de estocar corretamente seus medicamentos. Menos de 1/3 responderam que, em sua viagem mais recente, não checaram se produtos químicos de limpeza, facas e outros objetos perigosos estavam fora do alcance de crianças, como o recomendado. Também 1/3 disseram que falharam em checar a temperatura da água nos hotéis antes de banhar seus filhos, aumentando o risco de potenciais queimaduras.

Aproximadamente 40% prestaram atenção em todos esses aspectos, mas 3% disseram não ter tomado nenhum desses cuidados. Para prevenir incidentes durante as férias em família, os pais devem levar as cadeirinhas ou alugá-las no destino, aconselha Clark. Se for ficar na casa de parentes, peça a eles para colocar remédios, produtos químicos e outros itens potencialmente perigosos fora do alcance dos pequenos.

Pais também não devem ser tímidos sobre perguntar se há armas ou outros produtos perigosos na casa em que estão se hospedando. Os pais comumente acham difícil de imaginar que algo ruim aconteça com seus filhos. Por isso, todo cuidado é pouco!

Fonte: Huffington Post

Imagens: Pexels