Voltar

Por Alexandre Monteiro

Nos últimos meses, todo mundo (e principalmente quem pretende viajar para o exterior) tem acompanhado uma notícia diferente por dia que tenha relação com a cotação do dólar. Pelo fato do cenário econômico não estar muito estável, é normal que a grande maioria dos viajantes fique insegura e se pergunte qual é a melhor hora para comprar dólar. Por mais que você acompanhe relatórios, notícias e especulações, nada disso indica com 100% de certeza qual será a próxima cotação da moeda. Por isso, o Melhor Câmbio criou este artigo com as melhores dicas e ferramentas para você acompanhar as cotações e garantir seus dólares pelo melhor preço.

qual é a melhor hora para comprar dólar

Planejamento é essencial

Falando bem a verdade, não existe uma melhor hora exata. O que existe é um bom planejamento. A melhor hora para comprar seus dólares é aquela hora que você tem seu dinheiro reservado para isso! Se deixar para a última hora, pode ser que você não consiga comprar a quantidade que gostaria. Isso acontece tanto pelo fato da cotação estar alta ou por não ter reservado a quantidade necessária em reais. Para você que pretende ir para o exterior em breve, fique atento a alguns aspectos que devem ser considerados:

→ Defina o roteiro da viagem com antecedência

Não é apenas a moeda estrangeira que precisa ser vista com antecedência, né? Toda a viagem precisa ser pensada meses antes: quanto tempo você vai ficar fora, onde, o que vai fazer, qual o itinerário… O ideal é você já ter a ideia da viagem na cabeça um ano antes dela acontecer!

→ Separe seus reais, um pouquinho por vez

Se você conseguiu já ter um panorama do planejamento um ano antes, fica bem mais fácil guardar dinheiro para a viagem. E isso inclui separar um pouquinho, todo mês, para a compra dos dólares! Além disso, separe uma parte do dinheiro para pagar possíveis despesas que tiver no cartão de crédito durante o período que estiver fora.

qual é a melhor hora para comprar dólar

→ Fique atento ao noticiário

Os fatos relacionados à economia têm extrema ligação com a cotação do dólar. Eleições para presidente, intervenção na economia de um país, queda do preço de algum item específico (como petróleo)… tudo isso é interpretado como bom ou ruim por importadores, investidores, governo, especuladores, entre outros agentes que estão envolvidos com o uso constante do dólar. Isso faz com que a moeda fique mais valorizada ou desvalorizada, de acordo com a notícia do dia. O cenário político do Brasil e dos Estados Unidos também influencia muito no valor da moeda. Por isso, procure acompanhar como está o momento atual da política no país americano, quais os movimentos que o governo de lá (e o daqui) estão seguindo, etc.

→ Fique de olho no histórico da cotação

O Melhor Câmbio tem uma ferramenta que disponibiliza várias informações sobre o dólar para você ir acompanhando e vendo qual o melhor momento de comprar seu dinheiro: o Dólar Hoje. Nele, você vê em que cidade a moeda está mais barata, e ainda acompanha o histórico do dia, da semana, do mês e do trimestre. Assim dá para ter uma ideia de como está a movimentação!

→ Compre seus dólares de pouquinho em pouquinho

Comprar dólar constantemente e antecipadamente faz com que você vá juntando tudo de forma tranquila, organizada e sem desespero. Não compre apenas na véspera, nem deixe para comprar outro dia acreditando que o preço vai melhorar. É aí que mora o perigo! Procure comprar de pouquinho em pouquinho, sempre em intervalos regulares. Se você quer ter US$ 2 mil dólares, por exemplo, invista em torno de R$ 500 por mês na hora de comprar dólar. Defina uma frequência, separe o dinheiro e siga essa estratégia. Assim você evita ficar refém das oscilações de câmbio que vêm acontecendo ultimamente.

Nossa recomendação é que você compre um pouco por mês porque, nessa frequência, sempre vai haver um momento de queda perfeito para a compra. Todo mês, as empresas costumam comprar dólares para pagar suas despesas nessa moeda. Depois que esses pagamentos são feitos, a demanda cai e, consequentemente, o valor também cai. Ao observar o histórico na ferramenta Dólar Hoje, veja as cotações dos últimos 3 meses e confira se há um momento de queda em cada mês. Tente enxergar o padrão no gráfico e fique atento ao mesmo período referente ao mês atual.

Conclusão

Ninguém sabe com certeza qual é a melhor hora para comprar dólar. Por isso, o ideal é agir com uma estratégia inteligente, planejada e precavida. Vá comprando de pouco em pouco, todo mês sem furar. Assim, o preço médio da compra acaba sendo mais baixo do que se você comprasse de uma vez só.

E para conseguir fazer isso sem desespero e correria, planeje toda a viagem antecipadamente. Tudo o que você fizer com pressa tem a tendência corre o risco de acontecer algum equívoco. Por isso, já pense em tudo com muita antecedência para garantir uma viagem tranquila para você e sua família – e o que é melhor, sem dívidas na volta para o Brasil! Não é uma maravilha?

Referências: Finanças Femininas | Dinheirama

Imagens: Visualhunt