Voltar

Por Alexandre Monteiro

Está planejando sua primeira viagem com um novo amigo, namorado ou colega de trabalho? Viajar com uma parceria nova nos cria várias expectativas, especialmente se significa um passo a frente em uma relação (para o caso dos namorados, por exemplo). Mas ficar confinado à companhia de uma pessoa ou passar por imprevistos a que estamos sujeitos em todo passeio pode ser estressante ou até mesmo revelar um lado não muito legal do seu parceiro.

“Viajar pode expor coisas sobre a outra pessoa que você não tinha visto antes, como hábitos de higiene e de alimentação, prioridades na hora dos gastos e até mesmo problemas de sono, como o ronco”, afirma a doutora em psicoterapia Tina Tessina, que escreveu um livro sobre como “celebrar” as diferenças entre você e seu amor. “Também pode criar estresse: quando um plano não dá certo, um voo é atrasado, um quarto de hotel não é tão bom quanto esperavam ou o clima não coopera… todas essas experiências vão testar sua habilidade de resolver problemas juntos.”

Tendo isso em vista, antes de decolar, aqui vão algumas dicas para evitar qualquer conflito em potencial:

Fale sobre dinheiro – Mesmo que sua nova companhia de viagem seja uma pessoa que você conhece há muitos anos, não deixe de conversar sobre flexibilidade de gastos e prioridades de compras. Isso é fundamental caso os dois viagem com orçamentos diferentes.

Planejem o quanto querem ou podem gastar com hotéis, restaurantes e assim por diante. Dividir tudo entre duas pessoas parece ser a coisa mais simples, mas se seu companheiro tem gosto por coisas caras ou, ao contrário, bolso apertado, isso pode causar surpresas desagradáveis.

Planeje atividades específicas antes de viajar – Para além da questão financeira, vocês podem ter ideias diferentes sobre o que fazer e ver durante uma viagem. É melhor não presumir nada e conversar de antemão, pois você pode preferir ficar na praia o dia todo enquanto seu amigo gosta mais de bater perna pela cidade.

Façam uma lista de atividades que cada um quer fazer e elenque-as por prioridade. Uma maneira legal de agradar aos dois é colocar no seu itinerário três ou quatro itens de cada lista. Se sobrar tempo, debatam a inserção de outros passeios das listas.

15909962261_04461ba7f2_c

Discuta hábitos diários – Isso ajuda a compreender os hábitos cotidianos de seu parceiro. Por exemplo, você pode ser uma pessoa que rende mais de manhã, enquanto seu companheiro é mais das atividades noturnas, preferindo dormir até mais tarde.

Sabendo disso com antecedência, vocês vão prevenir conflitos e criar um itinerário realista, que agrade aos dois. Não planeje ir ao museu às 9h se você sabe que será um desafio acordar antes das 10h. Se você sabe que vai render mais caso tire uma sonequinha após o almoço, não fique tímido de reservar um tempo para isso também.

Crie objetivos de viagem – Falar com antecedência sobre suas esperanças, expectativas e medos de aspectos da viagem é importante para que você e seu novo parceiro de jornada se conheçam melhor.

Isso pode ajudar a estabelecer algumas metas para a viagem. Você quer aprender mais sobre a cultura do seu destino ou quer apenas relaxar e apreciar as paisagens? Ou os dois? Vocês podem ter ideias diferentes, mas debater sobre elas é a melhor maneira de acomodar os interesses de ambos.

Reservem tempos separados – Se cada um de vocês têm diferentes orçamentos ou prioridades para a viagem, considerem reservar um tempo separados para que cada um faça as atividades que mais lhe interessa. Isso é bom mesmo que seus interesses sejam convergentes, pois não há nada melhor que ficar um pouco sozinho para ter mais independência e ficar mais em paz.

Conversar sobre isso antes é importante para que não haja a sensação de que a breve separação é devida a uma briga ou desentendimento. Depois desse período sozinhos, vocês terão bastante assunto para falar quando se encontrarem de novo.

Fonte: Mental Floss

Imagens: VisualHunt