Entenda de maneira simples como funciona a Bolsa de Valores

como-funciona-bolsa-de-valores

O mundo dos negócios é recheado de oportunidades para quem decide investir. Sem dúvidas, um dos primeiros passos para quem deseja se aprofundar nos conhecimentos acerca do mercado financeiro é entender sobre a Bolsa de Valores.

É algo que todo mundo já ouviu falar, mas poucas pessoas sabem explicar o seu funcionamento. Apesar da aparência de ser complexo, acredite: saber como funciona a Bolsa de Valores e suas características principais não é nada complicado.

No presente texto, vamos te explicar, de um modo simples e acessível, como funciona a Bolsa de Valores. Você tem interesse nesse assunto e deseja saber? Então, siga com a leitura!

O que é a Bolsa de Valores?

O primeiro passo é o mais básico: vamos explicar o que é, de fato, a Bolsa de Valores. Esse tipo de investimento é, na realidade, uma espécie de mercado financeiro que serve para a realização de negócios. Na Bolsa, tem-se um ambiente para a negociação de forma segura.

O nome “bolsa” surgiu no século XV, na Bélgica. Na época, o mercado financeiro acabou se apropriando dessa denominação ao criar seus próprios espaços propícios para a negociação de ações.

No Brasil, o início das operações da Bolsa de Valores data do ano de 1820, ainda de forma não oficial e apenas no estado do Rio de Janeiro. Com o tempo, houve a unificação das bolsas do Brasil. Antigamente, usava-se a nomenclatura Bovespa. O nome B3 passou a ser usado em 2017 para definir a atual Bolsa de Valores do país, sendo sigla para “Brasil, Bolsa e Balcão”.

A Bolsa de Valores, além de ser um lugar propício à negociação, contribui para o aspecto financeiro do país. Além da educação financeira para compra e venda e ações, a Bolsa mantém os títulos em segurança durante toda a negociação. Além disso, como a economia se baseia na “lei da oferta e da procura”, a Bolsa de Valores ajuda nesse aspecto, potencializando negociações de acordo com sua procura.

Como funciona a Bolsa de Valores?

Não é difícil entender como funciona a Bolsa de Valores. Um capital é aberto. Esse referido capital, que pertence a qualquer empresa, recebe propostas de valores em troca de ações. A pessoa que se interessa em pagar os valores para adquirir as ações é aquela que acredita que o negócio pode ser promissor, e vai obter lucro com isso.

As ações são as formas mais conhecidas de negociação. Porém, não são a única forma de se negociar na Bolsa de Valores. Confira algumas outras.

·         crédito imobiliário;

·         ações com valores imobiliários;

·         ações de capital aberto;

·         títulos de renda fixa;

·         commodities;

·         investimentos de renda fixa;

·         mercado à vista;

·         derivativos de balcão;

·         outros derivativos.

O funcionamento da Bolsa de Valores depende, em grande parte, de seus índices. Estes são uma maneira de comparar resultados a referências pré-estabelecidas. A partir dos índices, quem investe na Bolsa pode saber se está ou não prestes a fazer um bom negócio.

Hoje em dia, a Bolsa de Valores pode acontecer de forma presencial ou online. Com as inovações tecnológicas, é fácil fazer as transações por meio da internet.

Quais são os horários de funcionamento da Bolsa de Valores?

Agora que você já sabe o que é e como funciona a Bolsa de Valores, vamos falar um pouco sobre o seu horário de funcionamento. Os pregões são momentos nos quais ações são compradas, vendidas e negociadas. Como é de se imaginar, é durante o horário do pregão que ocorre a maior parte das negociações da Bolsa de Valores.

O horário de funcionamento do pregão, geralmente, vai das 10h às 17h55min, tendo regras para o que vai acontecer em cada momento. Vale ressaltar que o pregão não funciona nos finais de semana e feriados.

Já falamos anteriormente que é possível utilizar a Bolsa de Valores pela internet. E, exatamente nesse contexto, há o pregão online. É necessário ter apenas uma conta na corretora e um computador com acesso à internet para negociar.

Como investir na Bolsa de Valores?

Como expusemos anteriormente, a Bolsa de Valores tem negociações que acontecem na B3, união da BM&FBovespa e Cetip. Para investir em ações na Bolsa, é necessário fazer esse processo por meio de corretoras autorizadas pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

O primeiro passo é se cadastrar, portanto, em uma corretora, que vai ajudar o investidor a abrir uma conta para negociação na Bolsa de Valores. A partir da criação da conta, o indivíduo já está pronto para investir.

Vale ressaltar que, na hora de comprar ações na Bolsa, é importante se informar e evitar agir por impulso. Compras maiores do que a sua renda ou compras feitas sem acompanhar as tendências de mercado podem ser a receita para um desastre financeiro. Também é importante escolher uma corretora de sua confiança.

Quais são os riscos do investimento na Bolsa de Valores?

Assim como em qualquer investimento, colocar o seu dinheiro na Bolsa de Valores como uma forma de investimento vem com alguns riscos. E, nesse tópico, vamos falar do risco que se corre ao investir na Bolsa de Valores.

·         variação de preço das ações;

·         taxas de juros do mercado financeiro;

·         falta de garantia de retorno;

·         variação cambial.

Investir na Bolsa de Valores é algo que exige um planejamento cuidadoso, pois qualquer erro pode levar o investidor a ficar ainda mais suscetível a riscos.

Por que uma empresa abre capital na Bolsa de Valores?

Apesar de haver riscos no investimento, por que será que uma empresa abriria capital na Bolsa de Valores? Veja, abaixo, alguns dos motivos que fazem com que esse tipo de investimento valha a pena.

·         acessível mesmo às empresas menores;

·         investimentos com possibilidade de lucro;

·         sem carência sobre os lucros;

·         resgate do valor no momento oportuno.

A Bolsa de Valores é uma das formas de investimento mais procuradas por quem está iniciando no mundo dos negócios. Ou até mesmo por quem já tem experiência na área e deseja usufruir de suas vantagens. O importante é ter cuidado e se informar antes de começar a, de fato, investir na Bolsa.

Você gostou de saber como funciona a Bolsa de Valores? Esse conhecimento é apenas um pouco do que o blog do Melhor Câmbio tem para te oferecer. Para ficar por dentro de nossas novidades, não deixe de nos seguir no Facebook e no Instagram. Também estamos no Twitter e no YouTube.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on whatsapp

Posts Relacionados

Quando realizamos alguma transação financeira, é comum a cobrança de IOF. Trata-se de um imposto muito conhecido, mas nem sempre bem compreendido pelas pessoas. Como impostos nem sempre são...

Toda empresa deseja melhorar os seus resultados. Mas, afinal de contas, para se manter em um nível competitivo, crescer e gastar menos é necessário escolher a forma correta de...

Novidades são sempre bem-vindas, não é mesmo? A Skrill é uma plataforma relativamente nova no mercado financeiro do Brasil. E assim como toda carteira digital, há uma gama de...

Quando realizamos alguma transação financeira, é comum a cobrança de IOF. Trata-se de um imposto muito conhecido, mas nem sempre bem compreendido pelas pessoas. Como impostos nem sempre são...

Quando realizamos alguma transação financeira, é comum a cobrança de IOF. Trata-se de um imposto muito conhecido, mas nem sempre bem compreendido pelas pessoas. Como impostos nem sempre são...

Toda empresa deseja melhorar os seus resultados. Mas, afinal de contas, para se manter em um nível competitivo, crescer e gastar menos é necessário escolher a forma correta de...

Novidades são sempre bem-vindas, não é mesmo? A Skrill é uma plataforma relativamente nova no mercado financeiro do Brasil. E assim como toda carteira digital, há uma gama de...