O que são Contracts for Difference (CFDs) e como funcionam?

Contracts for Difference (CFDs)

Cada vez mais pessoas apostam em investir seu dinheiro para render mais. É, sem dúvidas, a melhor opção para não deixar que seu capital desvalorize com o tempo.

Uma forma de investimento que muitas pessoas utilizam na atualidade são os Contracts for Difference, também conhecidos como CFDs.

Você já sabe o que são os Contracts for Difference e como se dá seu funcionamento? Caso contrário, continue com a leitura. Preparamos este texto para que você fique por dentro deste assunto. Boa leitura!

O que são os Contracts for Difference?

Antes de mais nada, vamos definir exatamente o que são os Contracts for Difference, também conhecidos por sua sigla CFDs. Em tradução livre, o significado do termo em inglês é “Contratos por Diferenças”.

Os referidos CFDs surgiram em 1990 na Europa. São um meio de se negociar a diferença nos valores de um investimento. Ou seja: sem que seja preciso comprar um ativo em si, o comprador vai ter o direito à diferença do valor entre os momentos de compra e venda, como sugere o nome Contract for Difference.

Este valor pode acabar trazendo lucros ou prejuízos para o comprador. Afinal de contas, se o valor de uma eventual ação comprada subir, o comprador lucra com a diferença. Já, no caso de descer, o resultado será o prejuízo.

Há diversos tipos de CFDs disponíveis para negociação no mercado. Por exemplo, as ações de grandes corporações. Na categoria de Contracts for Difference também se encontram as commodities (o petróleo, por exemplo), as criptomoedas (tipo de moeda digital) e os índices das bolsas de valores.

Como funcionam os Contracts for Difference?

Agora que você já sabe o que são os CFDs, pode estar se perguntando como eles funcionam na prática. 

Quem aposta neste tipo de investimento, chamado de derivativo, tem a oportunidade de realizar negócios com ativos sem efetivamente tê-los. Afinal de contas, os lucros derivam de outro ativo base.

Como o próprio nome sugere, os contratos por diferenças dão ao seu detentor a possibilidade da geração de lucros através da diferença no valor. 

Um exemplo seria a compra de CFDs de uma ação. A ação em si não é posse de quem compra, mas apenas é assinado o contrato com a empresa responsável pelas ações. Esta, portanto, vai refletir quaisquer oscilações nos valores da cotação.

Os Contracts for Difference, portanto, prestam-se a essa função. Ser uma forma de investimento no qual a pessoa pode negociar ações, moedas digitais, matérias-primas ou quaisquer outros ativos. Tudo isso sem ter a posse destes, apenas contanto com a variação do preço.

Quais são as vantagens e desvantagens dos CFDs?

Para quem investe, seja qual for a modalidade, o objetivo é sempre o mesmo: lucrar. Exatamente por isso, é essencial ter noção dos benefícios e dores da modalidade CFD antes de se arriscar nesse tipo de investimento.

Portanto, confira as vantagens dos Contracts for Difference abaixo.

Maior possibilidade de lucros 

A primeira vantagem é a mais óbvia. Para o comprador, a forma de investimento no CFD é uma chance de obter lucro. Afinal de contas, esse investimento derivativo permite negócios com ativos de uma forma mais barata. 

Negociação com mercados em alta e em queda

Nos CFDs, os traders têm a oportunidade de negociar em todo tipo de mercado. 

Esse tipo de investimento oferece diversas oportunidades, até mesmo na venda das ações que já foram compradas caso o investidor ache que as ações vão cair. 

Investimento em vários mercados

O investimento em Contracts for Difference é ideal para quem quer ter o benefício de diversificar seus investimentos. Para que gosta de flexibilidade, os CFDs podem ser uma boa pedida. 

Afinal de contas, você não fica preso a apenas um ativo. Há uma facilidade de acesso ao mercado global. E, da mesma forma, a possibilidade de investimento em diversos ativos.

Investimento com custos reduzidos 

Além de toda flexibilidade e oportunidade que os CFDs oferecem, o investimento é consideravelmente menor do que em outras modalidades. 

Por fim, não há a necessidade de ter a posse das ações para se negociar, apenas do contrato por diferença.

Quais são as desvantagens dos CFDs?

Confira, agora, as desvantagens em se investir em CFDs.

Investimento de alto risco 

Inegavelmente, há um grande risco envolvido neste tipo de investimento. Com a dificuldade de prever oscilações e quedas repentinas, prejuízos podem ocorrer. 

Exatamente por isso é recomendável que a pessoa conheça um pouco do mercado de investimentos; também que nunca coloque todo seu dinheiro em apenas um lugar.

Prejuízos em alto valor

Da mesma forma que é possível lucrar bastante com os Contracts for Difference, também é possível ter bastante prejuízo. Afinal de contas, como já falamos, as ações podem ter uma queda repentina. 

Por conta disso, é aconselhável ter cautela na hora de se proceder no CFD. Começar com valores mais moderados e diversificar os investimentos pode ser uma boa pedida.

Como é sua negociação e sua permissão no Brasil?

Você leu até aqui e teve interesse em investir em CFDs? Quer saber se são permitidos no Brasil? 

Desde o seu surgimento, no Reino Unido, esse tipo de investimento tem se popularizado cada vez mais. Porém, no nosso país e nos Estados Unidos, os Contracts for Difference não são autorizados a investidores individuais até o momento. 

A solução é negociar e investir nesses títulos através das bolsas de valores de países estrangeiros. A negociação dos Contracts for Difference ocorre, na maioria das vezes, através de empresas e corretoras especializadas no assunto.

Qual é a diferença de Contracts for Difference para ações?

Para finalizar, é necessário explicar a diferença entre os CFDs e as ações.

A maior diferença está nas comissões dos CFDs, que costumam ser menores. Da mesma forma, a margem constitui-se apenas de uma fração do valor total. 

Um exemplo: se uma ação tem um custo de R$ 10,00, o comprador pode adquirir 3 dessas por R$ 30,00.

No caso de uma CFD da mesma ação custar 10% do valor, ou seja, R$ 1,00, será possível adquirir 10 Contracts for Difference, que dão a ele o direito da diferença no valor de compra ou venda.

Caso a ação suba 50% no dia seguinte, e chegue a R$15,00, o lucro do trader vai ser de 50% da mesma forma, sobre o valor investido.

Saber exatamente o que são os Contracts for Difference e suas particularidades é essencial para quem gosta de investir. Afinal de contas, pode ser uma boa oportunidade de ganhar um dinheiro extra.Gostou de saber mais sobre Contracts for Difference? Esperamos que sim! Caso você tenha gostado e tenha amigos que também se interessariam pelo assunto, não deixe de compartilhar o post nas redes sociais!

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on whatsapp

Posts Relacionados

Quando realizamos alguma transação financeira, é comum a cobrança de IOF. Trata-se de um imposto muito conhecido, mas nem sempre bem compreendido pelas pessoas. Como impostos nem sempre são...

Toda empresa deseja melhorar os seus resultados. Mas, afinal de contas, para se manter em um nível competitivo, crescer e gastar menos é necessário escolher a forma correta de...

Novidades são sempre bem-vindas, não é mesmo? A Skrill é uma plataforma relativamente nova no mercado financeiro do Brasil. E assim como toda carteira digital, há uma gama de...

Quando realizamos alguma transação financeira, é comum a cobrança de IOF. Trata-se de um imposto muito conhecido, mas nem sempre bem compreendido pelas pessoas. Como impostos nem sempre são...

Quando realizamos alguma transação financeira, é comum a cobrança de IOF. Trata-se de um imposto muito conhecido, mas nem sempre bem compreendido pelas pessoas. Como impostos nem sempre são...

Toda empresa deseja melhorar os seus resultados. Mas, afinal de contas, para se manter em um nível competitivo, crescer e gastar menos é necessário escolher a forma correta de...

Novidades são sempre bem-vindas, não é mesmo? A Skrill é uma plataforma relativamente nova no mercado financeiro do Brasil. E assim como toda carteira digital, há uma gama de...