Voltar

Por Alexandre Monteiro

O site de viagens Condé Nast Traveler compilou as sugestões de seus leitores e fez uma lista dos dez melhores aeroportos do mundo em 2016. A maioria está na Ásia e no Oriente Médio – e vêm com uma série de facilidades e atividades para passar o tempo, desde quedas d’água indoor até ótimos restaurantes. Só cuidado para não se atrasar na hora do embarque! Confira:

10. Zurique (ZRH)

O maior aeroporto internacional da Suíça também é o maior hub da companhia aérea Swiss International Airlines, que opera cinco lounges VIP e oferece conexões frequentes para toda a Europa e além. Mais de 80 lojas compõe um “menu” de compras duty-free, como chocolates e outras especialidades. Os leitores do site também ressaltam a variedade de bares e restaurantes (até supermercado!) e, se o clima permitir, um deck onde a vista para a pista de voo, com todas aquelas decolagens e chegadas, é privilegiada.

9. Helsinque (HEL)

O principal aeroporto da Finlândia é um hub popular para viajantes com destino ao leste europeu e à Rússia, com um dos mais rápidos tempos de transferência. Há um programa em que você pode, no tempo entre as conexões, passar alguns dias na cidade, com descontos expressivos em hotéis. Apesar de ser relativamente pequeno, servindo 17 milhões de passageiros por ano, o aeroporto oferece uma grande variedade de serviços, como saunas e spas.

8. Tóquio Haneda (HND)

Quem viaja pelo Pacífico achou bem-vinda a adição de voos diretos ao aeroporto mais próximo de Tóquio, a apenas 13 minutos, de trem, até o sistema de metrô – enquanto o gigante aeroporto Narita fica a quase duas horas de distância. Neste aeroporto, a marca principal é a limpeza e a eficiência. Os serviços incluem banhos, guarda-volumes e um hotel conectado ao terminal internacional, que dá aos passageiros a chance de descansar entre voos, sem ter de passar pelo controle de passaporte.

7. Copenhague (CPH)

O aeroporto de Copenhague, um hub importante para as companhias Scandinavian Airlines e Norwegian Air Shuttle, é conhecido por sua eficiência e seu estiloso design dinamarquês. A apenas 12 minutos de trem até a cidade, é perfeitamente possível turistar por meia hora na capital antes da próxima conexão. O aeroporto tem uma variedade de bares e restaurantes e muitas opções de lojas duty-free, sendo considerado o maior shopping center aeroportuário de toda a Europa (e ainda dá descontos para quem tem o aplicativo no celular). O hotel The Hilton, logo ao lado do terminal, também é um favorito dos passageiros em conexão.

14902262026_1ea35e8992_c

6. Hong Kong International (HKG)

Casa da ótima companhia aérea Cathay Pacific, este aeroporto internacional oferece conexões rápidas desde a área de ilha onde está localizado até a cidade, por meio de um transporte expresso que leva apenas 24 minutos. É também uma das regiões com mais conexões – só para a China, são mais de 50 destinos. Passageiros em conexão aproveitam os lounges “premium”, salinhas para dormir e um cinema com a tecnologia Imax. O hotel Regal é anexado ao terminal principal e é considerado um dos melhores hotéis aeroportuários do mundo.

5. Dubai International (DXB)

O terceiro mais frequentado aeroporto do mundo, Dubai quer ser o número 1 para viajantes internacionais, que têm acesso a um dos sistemas de lojas duty-free mais completos do mundo. Como base da grande companhia aérea Emirates, sem dúvidas uma favorita, Dubai opera outras 140 empresas, inclusive as de baixo custo, que representam 12% de todo o tráfego. Novas pistas em construção prometem expandir a capacidade do aeroporto para 200 milhões de passageiros por ano, com espaço suficiente para acomodar 100 Airbus A380s, o maior modelo de aeronave do mundo, de uma só vez.

4. Billy Bishop Toronto City (YTZ)

Poucos aeroportos internacionais ficam tão próximos à cidade principal como este. O campo de pouso, situado nas ilhas Toronto, está a seis minutos, a pé, do continente, por meio de um túnel para pedestres que abriu no ano passado. Os passageiros também podem chegar ao seu voo através de uma balsa ou um ônibus gratuito. É a base principal da companhia aérea Porter Airlines, uma das preferidas pelos leitores do site, e seu ar aconchegante e íntimo são seus principais atributos. Atualmente, opera aviões não muito grandes, com várias opções de voos regionais.

3. Hamad International (DOH)

Um dos aeroportos mais novos do mundo (abriu em 2014), no Catar, oferece uma série de serviços: nada menos que oito lounges “premium”, quartos tranquilos para descanso e parquinhos para entreter as crianças para todos os passageiros, sejam de primeira classe ou classe econômica. Para quem vai fazer conexões mais longas, há um hotel dentro do terminal, em que é possível negociar tarifas para apenas algumas horas do dia. Estão disponíveis, ainda, mais de 80 lojas de luxo e várias lanchonetes com cafés especiais.

2. Seoul-Incheon (ICN)

O principal aeroporto de Seul abriu há 15 anos e uma área na cidade portuária de Incheon – e tem se expandido desde então. Um segundo terminal de passageiros está previsto para abrir em 2020, com o objetivo de dobrar a capacidade de atender a 100 milhões de pessoas anualmente. É conhecido por seus espaçosos lounges VIP que servem as duas principais companhias aéreas que operam por lá, como a Korean e a Asiana, que são muito bem avaliadas. Também ganha pontos por seus serviços: uma área para patinar, um spa e uma rua “cultural” com gastronomia local e performances de dança. Está a 40 minutos da capital por meio de um trem de alta velocidade.

1. Singapore Changi (SIN)

Este aeroporto, como de costume, conquistou o topo dos melhores do mundo, sem surpresas. É a base da companhia aérea mais bem avaliada pelos leitores do site, a Singapore Air, que oferece conexões frequentes a centenas de localidades na região. O aeroporto é quase, ele mesmo, um destino, com quedas d’água indoor, jardim de borboletas e um deck ao ar livre com várias opções de restaurantes. Passageiros em conexão de pelo menos seis horas têm direito a um city tour gratuito, a ficar relaxando na piscina ou ver algum filme no cinema, que funciona 24h. As tecnologias também são um grande trunfo deste aeroporto, com embarque automático e wi-fi gratuito.


Imagens: VisualHunt
Fonte: Condé Nast Travelers